Protetron proteção eletrônica, automação e serviços elétricos


Ir para Conteúdo

Anti Mofo - Drytron

Divisões > Elétrica


DRYTRON
SISTEMA CONTROLADOR DE UMIDADE A SECO
ANTI MOFO - ANTI BOLOR - ANTI ACARO - ANTI ALÉRGICO

DRYTRON é um revolucionário e inovador sistema de desumidificador a seco projetado sob medida para eliminação de mofo, bolor, acaro e umidade de determinados ambientes, seja ele um armário, um closet, uma sala, uma edificação, uma estante, um laboratório, um clinica e até um hospital. Este sistema patenteado e desenvolvido pela PROTETRON possui controle automático de temperatura e um controle manual para manter a atmosfera sem excesso de umidade e com isso isenta de fungos, mofo ou bolor e ácaros.

DRYTRON ao contrário dos demais desumidificadores que requerem a constante manutenção para retirada do reservatório de água, DRYTRON trabalha a seco, e no mais absoluto silêncio, sem motores ou peças com desgaste constante.

Outro fator positivo no uso do
DRYTRON é sua economia de energia elétrica da ordem de 25,20 KW/h mês para um ambiente com *42 m³ ou seja, apenas R$ 6,00 ao mês.


(Tarifa do quilowatt-hora = R$ 0,23801 - (ELETROPAULO - Eletropaulo Metropolitana Eletricidade de São Paulo S/A. Vigência da Tarifa de 24/01/2013 a 03/07/2013. Resolução Homologatória Nº 1436 Publicada em 24/01/2013).


Também elaboramos projetos com uso de painéis solares cujo custo de consumo com a energia elétrica é zero. Uma energia limpa, renovável e com a possibilidade de se adquirir créditos junto a Concessionária de energia elétrica.
Cada metro quadrado da Terra recebe do Sol uma potência de 1400 Watts, que corresponde a potência de 14 lâmpadas de 100 Watts.


E atenção cidades litorâneas !
O bolor ou mofo deixou de ser um problema, consulte-nos, temos como elaborar orçamentos a distância.

BOLOR OU MOFO
O bolor ou mofo é uma designação comum dada a fungos filamentosos que não formam estruturas semelhantes a cogumelos. Eles vivem principalmente em lugares úmidos e escuros.
Bolores crescem sobre pão velho, frutas podres, couro, madeira, papel e muitos outros materiais.
Certos tipos de bolores podem causar mal à saúde humana. No entanto, algumas espécies desses fungos são benéficas, sendo muito utilizadas na produção de medicamentos, como a penicilina.
ÁCAROS
Ácaro é a designação comum a algumas espécies (excluindo os carrapatos que compõem a ordem Ixodida) de artrópodes da subclasse Acarina, pertencentes à classe dos aracnídeos, subclasse à qual pertencem mais de 30.000 espécies conhecidas, apesar de possivelmente existirem muitas outras não classificadas. Os ácaros do pó domiciliar são visíveis apenas ao microscópico e medem entre 200 e 500 micrômetros. Contudo, além dos ácaros terrestres, há ainda os aquáticos, inclusive marinhos. São em sua maioria predadores, mas há os fitófagos, detritífagos e os parasitas. Na subclasse Acarina estão ainda os carrapatos ou carraças.
Entre os ácaros parasitas do homem, existem os que atingem os folículos pilosos e glândulas sebáceas, como Demodex folliculorum, que provoca a formação de cravos [carece de fontes], e parasitas cutâneos, como Sarcoptes scabiei, o causador da sarna humana (escabiose). Este forma túneis na epiderme e libera secreções que provocam forte irritação. A deposição contínua de ovos nos túneis garante a perpetuação da infestação. O contato com áreas infestadas da pele pode transmitir o ácaro para outro hospedeiro.
ALÉRGIAS
A Alergia é uma resposta exagerada do sistema imunológico a uma substância estranha ao organismo, ou seja uma hipersensibilidade imunológica a um estímulo externo específico. Os portadores de alergias são chamados de “atópicos” ou mais popularmente de “alérgicos”.
O organismo capaz de apresentar uma reação de hipersensibilidade diz-se estar sensibilizado. As reações alérgicas, sendo reações imunológicas, são extremamente específicas, reagindo o organismo sensibilizado exclusivamente ao determinante antigênico usado como imunógeno ou uma estrutura semelhante.
CAUSAS
Principais agentes que provocam alergia ou hipersensibilidade

  • Ácaros e baratas
  • Mofo (fungos)
  • Epitélio (pele) e pelos de animais (gatos e cães)
  • Esporos de fungos e pólens de flores
  • Alimentos
  • Medicamentos.

Os ácaros são um dos principais causadores das reações alérgicas.
Tipos
ALIMENTAR

  • Leite de vaca
  • Ovos
  • Amendoim
  • Soja
  • Peixes e frutos do mar
  • Nozes

PELE
Manifesta-se com lesões e coceira intensa. Em alguns casos, pode ser muito grave, acometendo o corpo inteiro.
NARIZ
A inflamação alérgica da mucosa do nariz, conhecida como rinite alérgica, pode ocorrer de forma repetida. Sua principal causa são os alérgenos inalantes, como ácaros e poeira doméstica.
VIAS RESPIRATÓRIAS
A asma é uma doença acompanhada de inflamação alérgica das vias respiratórias. Também é conhecida como bronquite alérgica ou bronquite asmática. É provocada, principalmente, por:

  • Alérgenos e irritantes
  • Infecções de vias aéreas
  • Exercício físico inadequado
  • Refluxo gastro-esofágico
  • Medicações e alimentos
  • Causas emocionais, como a ansiedade.

OCULAR
A conjuntivite alérgica é a alergia mais comum, provocando irritação, vermelhidão, coceira e lacrimejamento dos olhos.
RINITE ALÉRGICA
Rinite alérgica é o processo inflamatório alérgico da mucosa de revestimento das fossas nasais (tecido alvo na rinite).
Os principais alérgenos inalantes são: poeira doméstica, ácaros, mofo, secreções e excreções animais, penas, plumas e pêlos de animais, pólens e poluentes. Alérgenos alimentares e medicamentosos também podem provocar os sintomas da rinite.
SINTOMAS
Obstrução nasal, espirros freqüentes, prurido nasal e coriza (secreção) clara abundante. Coceira na garganta e nas orelhas podem estar presentes, assim como alguns sintomas oculares associados: lacrimejamento, prurido, inchaço e vermelhidão nas pálpebras. Voz desnasalizada, diminuição do olfato, respiração oral, ronco noturno e mau rendimento físico e mental também podem aparecer. Não é rara a associação da rinite alérgica com outras manifestações alérgicas como asma brônquica, dermatites e conjuntivites alérgicas.



Copyright © Protetron/Eletricon/Cibertron/Drytron - Direitos autorais reservados - DRYTRON - Patente Requerida - Imagens meramente ilustrativas | sac@protetron.com.br

Retroceder ao Conteúdo | Retroceder ao Menu Principal